quarta-feira, 25 de março de 2009

Não quero choro nem vela

Quero a saída
Quero a voz dela
Quero a mia vida
Quero-a sem ela

Quero

Não quero




Espero.

Um comentário:

Meg disse...

huhsuahhusa a braguilha abre para todo mundo
estranho seria se uma mulher te parasse no onibus para avisar (prefiro não comentar...)

cuecas sem elástico devem ter mais ou menos o mesmo efeito psicológico de calcinhas não-fio dental que cismam em ser fio dental =P

bonito poema (ou poesia?)
seja lá oq vc quiser, mesmo que vc queira não querer, desejo q consiga ^^
afinal o importante é ser feliz