quinta-feira, 11 de março de 2010

Lunático-Louco

Já fui louco de tudo
Louco de amor
Louco de dor
Louco, louco mesmo

E agora
Sou só um pouco louco
A esmo

2 comentários:

Nina disse...

Não seja um pouco louco. Seja muito.
Anormal é ser normal demais, sem vícios, bobeiras, loucuras.
VIVA A LOUCURA!
Ser são às vezes cansa.
Ser louco é excitante, faz correr certos riscos que valem a pena serem corridos.
Ser louco é ser VIVO.

Fernando J. Pimenta disse...

Os poetas são todos loucos, Nina. Sem eles a sociedade seria completamente padronizada!