sexta-feira, 9 de julho de 2010

Índio Alado

Cauí, beberagem
Me dê mia coragem
Cauí, beberagem
De volta selvagem

Cauí, beberagem
Meu sonho, miragem
Cauí, beberagem
Mia real imagem

Cauí, anuaí
O pássaro ri
Cauí, anuaí
Mil milhas daqui

Cauí, ó, cauí
E eu, onde estou
Me leve aí
Mia alma voou

3 comentários:

Renato disse...

"Preservado em pleno corpo físico", o Índio Alado será sempre o coração da equidistância nossa, americana.

Lucas Pascholatti Carapiá disse...

Fernando Pimenta, 1610.

Fernando J. Pimenta disse...

"Preservado em pleno corpo físico". Adorei essa citação, que traz à minha cabeça a imagem de um índio taxidermizado vivo, e exibido como "o exótico primitivo que habitava a América a.P.b. (antes dos Patrícios benfeitores)".

1610... uau... 13 anos apenas após a morte do Pe. Anchieta! Queria regressar ainda antes e poder conhecê-lo! Formidável!